Pitty: ‘Seja você mesmo’

Pitty comanda uma legião de fãs adolescentes com uma mensagem simples e direta: sejam autênticos

“O importante é ser você”. Se desse para resumir todas as letras da Pitty em uma única frase, esse seria o recado da cantora baiana que arrasta uma legião de fãs pelo Brasil afora. Aos 33 anos, Pitty pode se orgulhar de uma carreira sólida, que começou no underground e hoje vende milhares de discos – mas sem abrir mão de sua personalidade. Depois de quatro anos longe de Belém, ela esteve no último sábado por essas bandas, para felicidade geral da nação teen roqueira.

De vestidinho poá e coturno, Pitty entrou no palco da Assembleia Paraense às 23h40, com o público devidamente aquecido por um set de Nirvana que o DJ espertamente providenciou. Centenas de celulares a postos, faixas e gritos histéricos. Meninos e meninas berram, pulam, desmaiam. E Pitty retribui: “Vocês estão tão empolgados quanto a gente. Vamos tocar um monte de músicas aqui”.

E o que se vê é uma sequência de hits, que os fãs acompanham a plenos pulmões. Pitty fala sobre o novo trabalho, o DVD “A Trupe Delirante no Circo Voador”, que terá pré-estreia no Youtube no próximo dia 10. “Todo mundo vai poder assistir. Vocês estão convidados a fazer uma baladinha em casa, chamar os amigos, conectar o computador na tevê”.

Lá pelo meio do show, ela aproveita para mandar sua versão de “Se você pensa”, de Roberto Carlos. “Da época em que ele era jovem, rebelde e roquenrou”, ensina. E põe a molecada para ouvir o Rei.

Já quase no finalzinho do show, o público puxa o coro: “Pitty, eu te amo!”. “Ai, gente, que romântico. Seus fofos! Seus lindo! Meus fãs são tão legais que arrumaram uma maniçoba. Vou comer depois do show, que eu não sou besta”.

“sabem que a gente não brotou do chão”

Dez minutos antes de entrar no palco, Pitty falou com a imprensa e com os fãs sorteados na promoção para conhecê-la em seu camarote. Para não atrasar mais ainda o show, que estava marcado para as 22h, combinamos de fazer apenas três perguntas para a diva do rock brasileiro. Acompanhe:

P: Você veio do underground e hoje trafega no mainstream. Como manter a essência do seu trabalho?

R: Penso nisso todo dia, e considero uma benção ter conquistado esse equilíbrio. Ontem (sexta-feira) eu estava gravando o Caldeirão do Huck, depois tocamos na festa de 15 anos do Jota Quest, e amanhã (domingo) vou estar no Fora do Eixo, que faz um trabalho muito importante na cena independente. E faço tudo isso com o maior carinho. Eu vim do alternativo, sei que a galera é autêntica. As pessoas fazem aquilo porque amam, pois geralmente não ganham dinheiro. E o legal é que a gente nunca se afastou disso, conseguimos manter o respeito e a amizade. No começo foi meio complicado, porque rolava um preconceito ao contrário, mas hoje as pessoas sabem que a gente não brotou do chão.

P: Como manter a vida pessoal preservada? Existe uma pressão dos fãs para ver a Pitty na intimidade?

R: Essa pressão rola mais da mídia, talvez pelo boom dos sites de fofoca. A gente vê cada notícia! Mas isso só existe porque tem gente que lê. Eu sempre deixei claro que gosto de falar do meu trabalho. Não é meu perfil me valer de algo da minha vida pessoal. Quem faz isso não tem nada pra mostrar. Mas também tem o lance do ego. Eu não julgo, cada um com o seu cada qual.

P: Na plateia estão centenas de meninas que têm a Pitty como modelo. Num país machista como o Brasil, que recado você daria a elas?

R: Não gosto dessa história de catequizar. Acho que as coisas as minhas músicas valem mais do que conselho de mamãe ou de vovó. Está tudo dito nas entrelinhas. Mas se eu tivesse que dizer algo, seria: busquem sua própria identidade. É claro que todos passam por essa fase de buscar referências, isso é normal, mas é preciso descobrir o que é seu e o que é do outro. Outra coisa: mulheres, sejam fortes. Mas também não gosto desse feminismo agressivo. Os homens não são inimigos, assim como nós também não somos cordeiros.

FONTE

Esse post foi publicado em Novidades. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s